Um almoço de Natal na França

Dando início as escritas de minhas viagens pela Europa, eu não vou começar pelo começo(Lisboa), nem pelo post de Paris, em homenagem a Bel que fiquei de fazer antes dela viajar, mas farei(ah, ela nem sabia disso!)!

Vou começar contando sobre o almoço de Natal que vivi em Antibes, sul da França, em 2008. Por que vou falar logo sobre isso? Porque faz parte da história de um receita que estou postei lá no Já Pode Casar e se fosse contar tudo que aconteceu naquele dia lá… ia virar um livro!

Então…

Antes de mais nada, é bom deixar registrado que na França bebe-se muito vinho, como se fosse água(ou no lugar da água), pouco refrigerante, quase nada, e o povo come muito, mas muito mesmo! Sim, realmente eles são magros(ódio mortal, né?)!

Em 2008, passei o Natal em Antibes, na França, na casa da Tia do Namorado. O marido da Tia é francês, e barqueiro (quem constrói barco é barqueiro?) e por isso eles tem muitos amigos de outras nacionalidades. O almoço de Natal foi na casa de uma italiana, e tinha por lá holandeses, franceses, italianos e nós brasileiros, claro!

Sentamos a mesa para almoçar e tinha de um tudo, foie gras(patê de fígado de ganso, que segundo a italiana dona da casa, se você ver como aquilo é feito não come mais nunca em sua vida), camarões, ostras, caviar, torta de alho poró e claro pão e manteiga.
É assim, o melhor pão francês do mundo é feito na França(oi?), e a melhor manteiga também! Se deixasse eu comia pão com manteiga do café da manhã ao jantar!
E como tudo aquilo era praticamente novidade, comi como se não houvesse jantar! Já estava quase saciada(palavra bonita, né? estava era cheia mesmo) quando lembrei que a Tia do namorado tinha levado um peixe assado, e o mesmo não estava na mesa e… caiu a ficha: aquilo tudo ali não era o almoço, era “somente” a entrada!
Quem aguenta?
E eis que veio o almoço, pato assado, peixe assado, e mais um monte de coisa que não me lembro mais, e como não comer?
Não se pode fazer desfeita com italiano, isto é fato! A gente foi dizer que não ia para Milão(cidade natal da italiana anfitriã) por um motivo qualquer e a mulher quase fica de mal com a gente! Sério!
Então, comemos, comemos, e comemos, e isso tudo sem uma Coca-Cola para ajudar!
Acabado o almoço veio a sobremesa boloS de chocolate, chocolate em barra, casinha de chocolate, chocolate de todos os jeitos, e a gente ali comendo descontroladamente…
O almoço terminou por volta das 5h da tarde, quando chegou mais um casal de italianos com um doce em uma travessa que eu não sabia o que era, mas cheirava muito! Claro que perguntei do que se tratava e era o tal do tiramisù. Tiramisù, para quem não sabe, é uma sobremesa italiana a base de café e queijo mascarpone!
Quando pensei em levantar da mesa do almoço, lá vem o pessoal falando em jantar.. isso mesmo, a comilança não acabou, e eu, que já estava vencida, nem sai do lugar, e vieram as sopas, caldos e o resto do almoço….
Abre parênteses: Engraçado era ver as meninas comendo arroz puro, com manteiga! E elas acharam estranho eu não comer arroz com manteiga, experimentei e até que é bom, viu? Fica a dica! – Fecha Parênteses!
Lá pelas 20h, a Tia do namorado queria ir embora, e eu dei birra(tenho 5 anos!), de jeito nenhum que eu ia sair dali sem comer o tiramisù verdadeiro, feito por uma italiana! Não atravessei o oceano para ver uma comida daquelas passar na minha frente e não provar, sinto por todos, mas só sai daquela mesa carregada e com tiramisù no bucho. E eis que ele veio, e eu comi, e me deliciei, como podia um doce que nem era tão doce, com café, que não gosto, ser tão bom!?!? Aquilo era o manjar dos deuses, e valeu a pena ter esperado por ele, ter engordado com ele…

Até parece que depois daquele dia de fartura foi ele quem me engordou…

Pena não ter uma foto do almoço, fiquei com vergonha daquele povo todo desconhecido e internacional(síndrome de 3º mundo?) e a câmera ficou na bolsa… 8)

Quer a receita? Clica aqui!

4 thoughts on “Um almoço de Natal na França

  1. Aff, nem pense em não fazer o post de PAris, que agora EU SEI!!!

    E esse almoço… meodeos!!! Arroz com manteiga deve ser bom, qualquer coisa com manteiga é bom. Mas sério que o pão francês é francês mesmo??? kkkkkk

    Foie gras… eu já vi reportagem sobre isso. É fígado de ganso… doente. Eles fazem os pobrezinhos dos gansos ficarem com seilaquedoença, pra fazer o fígado crescer e render mais (seria hepatite???). Quero nam, brigada!

    Nem fui olhar a receita de tiramisú, hj tô enjoadinha.

    Bjooo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *